Ministério da Cidadania Apresenta:

De 02 a 06 de Julho de 2019, em Fortaleza, o FAC – Festival das Artes Cênicas – Cena Ceará apresentará, gratuitamente, um recorte da produção cearense em artes cênicas (Circo, Dança e Teatro).

Os ingressos serão distribuídos nas bilheterias dos locais de apresentação uma hora antes do início dos espetáculos. 1 ingresso por pessoa, respeitando a lei da prioridade.

Vem conferir.

Dia

2

Foto: Alessandro Soave
Foto: Alessandro Soave

KINTSUGI - 100 memórias

19h30 - Porto Dragão

Grupo / Artista: Lume Teatro (Campinas - SP)
Classificação: 16 anos
Duração: 120 min
Entrada: Gratuita

Release

“KINTSUGI - 100 memórias” é uma proposta cênica que, partindo dos limites da teatralidade e de modo fragmentário, tenta aproximar-se de uma ideia de memória não linear nem bucólica, mas sim uma memória que apresenta o gesto da vontade no ato de lembrar. Para o grupo, a memória não é nem monumentalista nem autocomplacente, mas sim um exercício do presente para revisitar as crises passadas, os erros cometidos, as cicatrizes - pessoais e coletivas - que a história nos deixou e, assim, corrigir o nosso futuro; é o reencontro com a dor como ato de superação.

Ficha Técnica

Criação: Ana Cristina Colla, Emílio García Wehbi, Jesser de Souza, Pedro Kosoviski, Raquel Scotti Hirson e Renato Ferracini | Direção: Emílio García Wehbi | Dramaturgia: Pedro Kosoviski | Atuação: Ana Cristina Colla, Jesser de Souza, Raquel Scotti Hirson e Renato Ferracini | Desenho Sonoro: Janete El Haouli e José Augusto Mannis | Iluminação: Eduardo Albergaria | Orientação Coreográfica: Jussara Miller | Fotografia: Alessandro Soave | Design Gráfico: Arthur Amaral | Produção: Cynthia Margareth

Dia

3

Foto: Marina Cavalcante
Foto: Marina Cavalcante

Devorando Heróis - A Tragédia Segundo os Pícaros

16h00 - Praça do Ferreira

Grupo / Artista: Os Pícaros Incorrigíveis (Fortaleza - CE)
Classificação:
14 anos
Duração: 60 min
Entrada: Gratuita

Release

Um sopro carnavalesco invade as ruas e praças, pois foliões de um carnaval sem data celebram as histórias de Prometeu e Ajax. Os passantes são convidados a seguir com o bloco e, entre danças e músicas, mergulhar nas histórias destes trágicos heróis. O objetivo é erigir uma folia teatral que os dilacera, tomando desses heróis suas feições e forças de enfrentamento aos ditames do poder para assim falar de liberdades, por meio de uma encenação picaresca, multicolorida, tropicalista e marginal.

Ficha Técnica

Texto: Beto Menêis | Direção: Murillo Ramos | Elenco: Alysson Lemos, Beto Menêis, Daniel Rocha, Júnior Barreira, Murillo Ramos, Paula Yemanjá, Pedro Caleb e Zéis | Direção musical: Zéis | Músicas: Beto Menêis e Coletivo Os Pícaros Incorrigíveis (exceto “Let`s play that” de Jards Macalé e Torquato Neto) | Arranjos: Zéis e Pedro Caleb | Figurino: Ruth Aragão | Colaboração: Dami Cruz | Costureiras: Chaguinha, Tatiana, Naiane, Tainara | Cenografia: Coletivo Os Pícaros Incorrigíveis | Direção de arte do cenário: Miguel Campelo Colaboração em cenografia: Yuri Yamamoto | Cenotecnia: Josué | Designer gráfico: Tim Oliveira | Fotografias: Marina Cavalcante, Dan Freitas  e Tim Oliveira | Produção: Paula Yemanjá | Realização: Os Pícaros Incorrigíveis.

Foto: Aline Monteiro
Foto: Aline Monteiro

Barracal

19h00 - Teatro Dragão do Mar

Grupo / Artista: Andreia Pires (Fortaleza - CE)
Classificação: livre
Duração: 60 min
Entrada: Gratuita

Release

Na casa de Carolina Maria de Jesus moram as estrelas. Nos cantinhos da sua sala ressoa a música de Cartola, enquanto seus filhos deitados perguntam: Mãe, quantos anos tem o Brasil?
Concebido a partir da leitura de “Quarto de Despejo” (1960), o espetáculo BARRACAL deseja gerar estudos sobre questões que envolvem: teatro documento, estrutura de moradia das cidades, desigualdade social, periferia, emprego, a mulher e seu espaço. Não se trata de produzir arte sobre esses temas, mas de trabalhar por dentro deles, refletindo e construindo uma poética capaz de expandir os pensamentos criativos referentes às questões de luta.

Ficha Técnica

Direção: Andréia Pires | Direção Musical: Pedro Madeira | Músicos: Michael Rodriguez, Gabriel Padron, Leandro Marechal, Pedro Madeira | Elenco: Larissa Goes, Luciene Feitosa, Mariana Chaves, Gil Rodriguês, Vinicius Cafer, Izaura Lila, Isabela dos Santos, Amanda Monteiro, Luiza Nobel, Bianca Goes, Milza Gama, Vitrilis Sarambaxo, Renato Coelho, Assis Costa, Karla Fonseca, Victoria Andrade.

Foto: Luiz Alves
Foto: Luiz Alves

Nossos Mortos

21h00 - Porto Dragão

Grupo / Artista: Teatro Máquina (Fortaleza - CE)
Classificação:
12 anos
Duração: 60 min
Entrada: Gratuita

Release

A peça traz a voz de Antígona – tragédia de Sófocles – articulada e somada às inúmeras histórias reais dos massacres a movimentos populares, especialmente o Caldeirão da Santa Cruz do Deserto, em Crato, no Ceará, abordando duplamente o massacre real e o mito grego, em uma operação interessada em desenterrar uma das inúmeras histórias brasileiras que ainda precisam ser esclarecidas e contadas. O espetáculo, através de intensa criação musical e pesquisa vocal cria ambiências sonoras e visuais para dar corpo ao luto interminável dos que ainda hoje não tiveram as mortes de seus parentes devidamente apuradas.

Ficha Técnica

Com Ana Luiza Rios e Loreta Dialla | Direção: Fran Teixeira | Direção musical e Preparação vocal: Consiglia Latorre | Dramaturgia e Produção: Teatro Máquina | Tutoria: Tânia Farias | Música e som ao vivo: Ayrton Pessoa Bob, Di Freitas, Levy Mota e Loreta Dialla | Rabeca de cabaça: Di Freitas | Preparação corporal: Fabiano Veríssimo e Márcio Medeiros |  desenhos: Marina de Botas e Simone Barreto | Figurino: Diogo Costa | Desenho de luz: Walter Façanha | Cenografia e arte gráfica: Frederico Teixeira | Assistência de cenografia: Marina de Botas |Fotos: Celso Oliveira e Luiz Alves.

Dia

4

Foto: Joelia Braga
Foto: Joelia Braga

Autômato - Programado para divertir

16h00 - Praça do Ferreira

Grupo / Artista: Dona Zefinha (Itapipoca - CE)
Classificação:
livre
Duração: 50 min
Entrada: Gratuita

Release

O espetáculo combina as linguagens da música, do teatro, da pantomima, da dança e do circo para compartilhar do local para o nacional, a partir da noção de conectivos cruzados em estado permanente de atualidade transterritorial que borra fronteiras e deixa uma dúvida no ar: “Ele é um palhaço? Um músico? Tais convenções parecem escapar da cena... As duas definições parecem dizer parte do que a cena realmente foi. Então chamemos por hora de palhaçaria-musical de cara limpa.” (Eduardo Bruno – Festival popular de teatro de Fortaleza/2017). O trabalho tem caráter inovador, que se manifesta na transversalidade de linguagens e na execução de instrumentos exóticos como o marimbal, a flauta nasal e a “bota bum”, (sapato que produz frequências graves em contato com o piso; criação de Orlângelo Leal) todos plugados num setup de pedais de efeitos, samplers e loops. Seguindo uma dramaturgia não linear, narra a saga de um criador multitarefas, compulsivo, esquizofrênico em momentos de delírio e devaneio, fragmentos de sua rotina habitual em pleno processo inventivo.

Ficha Técnica

Intérprete/criador/direção – Orlângelo Leal | Figurinos – Joelia Braga | Contrarregra – Paulo Orlando.

Carol Benjamin
Foto: Carol Benjamin

Incompleto

19h00 - Teatro Dragão do Mar

Grupo / Artista: Cia dos Pés Grandes (Fortaleza - CE)
Classificação:
12 anos
Duração: 45 min
Entrada: Gratuita

Release

O Trabalho de comemoração pelos 10 anos de existência da Cia. dos Pés Grandes – INCOMPLETO, é um registro afetivo de convivências. Passeia pelas memórias afetivas dos bailarinos, cruzando identidades, multiplicando possibilidades e registrando sentidos e referências artísticas. Durante o trabalho os bailarinos passeiam pelos ritmos do samba, forró, choro, funk e propõem um diálogo rítmico com o swing do sapateado americano.

Ficha Técnica

Realização: Cia dos Pés Grandes | Coreografia e Direção: Heber Stalin | Produção: Adonai Elias | Elenco: Heber Stalin, Dudu Abreu, Henrique Casimiro, Fabinho Vieira, Rodrigo Silva, Pedro Júlio e Edson Souza | Direção Musical: Maurício Rodrigues | Figurino: Paulo José | Iluminação: Angélica Nunes | Projeção: Aspásia Mariana | Fotografia: Carol Benjamim.

 Foto: Cacheado Braga
Foto: Cacheado Braga

Devoração

21h00 - Porto Dragão

Grupo / Artista: Cia da Arte Andanças (Fortaleza - CE)
Classificação:
14 anos
Duração: 40 min
Entrada: Gratuita

Release

“A principal questão que nos mobiliza neste trabalho: O que é próprio do resistir? Qual a potência do corpo que resiste?  Não queremos esquecer que suportar o desassossego tem a ver com superar a indiferença, a anestesia de um mundo de excessos vazios, a paralisia dos corpos dóceis.
Pontas de experiências, distantes e distintas, nos territórios mais diversos, nos falam de uma mesma capacidade de reinvenção: re-existir. Numa Fortaleza tão frágil, esse trabalho é uma pergunta: Como permanecer fortes?”

Ficha Técnica

Direção e composição coreográfica: Andréa Bardawil | Intérpretes-criadores: Sâmia Bittencourt, Aspásia Mariana e Wellington Gadelha | Assistência de produção e acompanhamento de ensaios: Luisa Bessa | Figurino: Ruth Aragão | Design Gráfico: Diogo Braga | Produção: Cia da Arte Andanças.

Dia

5

Foto: Amilton Duarte
Foto: Amilton Duarte

Obinrin

19h00 - Porto Dragão

Grupo / Artista: Cia Avessos de Teatro (Crato - CE)
Classificação:
livre
Duração: 45 min
Entrada: Gratuita

Release

Obinrin busca problematizar as diversas  representações e leituras do “ser mulher” sua ligação com a terra suas crenças que, não raramente são diminuídas e tratadas com superstição.

Ficha Técnica

Proponente: Faeina Jorge | Intérpretes-Criadores: Andecieli Martins, Jonyzia Fernandes e Faeina Jorge | Músico: Leonardo Santos | Apoio técnico e produção: Helenn Morais.

Foto: Rômulo Juracy
Foto: Rômulo Juracy

Pra Frente o Pior

20h00 - Teatro Dragão do Mar

Grupo / Artista: Inquieta Cia (Fortaleza - CE)
Classificação:
16 anos
Duração: 50 min
Entrada: Gratuita

Release

Pessoas cavando seu próprio fim serão como pessoas cavando o fim.
Passo a passo, um coletivo arranha um percurso adiante. Sempre adiante, desorientam pactos de convivência e, ainda assim, permanecem como grupo, comunidade, tribo, sociedade... Criar, lutar, adiante, sem esperança. Adiante sem acreditar. Adiante como imperativo ético. Um corpo que já não aguenta mais e se mantém, enfim. Adiante. Em fim.

Ficha Técnica

Elenco: Andrei Bessa Siqueira Campos, Andreia Moreira Pires, Antônio Lucas Galvino de Oliveira, Geane Albuquerque de Souza, Gyl Giffony Araújo Moura, Wellington Silva Fonseca | Técnicos: Gracyellen Ferreira de Paula (luz), Uirá dos Reis de Oliveira (som).

Foto: Venicius Gomes
Foto: Venicius Gomes

Cabaré da Desgraça

21h00 - Porto Dragão

Grupo / Artista: As 10 Graças de Palhaçaria (Fortaleza - CE)
Classificação:
18 anos
Duração: 60 min
Entrada: Gratuita

Release

“O riso não é uma brincadeira, e nós não temos a menor intenção de abdicar a ele”. O Cabaré da Desgraça é a segunda montagem do Grupo As 10 Graças, o primeiro trabalho desenvolvido para espaços fechados, uma festa, uma celebração à vida e aos excessos, a energia trazida da rua em toda sua potência. Fruto de uma investigação intensa no universo da bufonaria, o espetáculo explora a linha dos corpos entre a sensualidade e o grotesco, envolvendo os dispostos a um estado de êxtase e liberdade.

Ficha Técnica

Criação e direção: Grupo As 10 Graças de Palhaçaria | Elenco: Alysson  Lemos, Caroline Holanda, David Santos, Edivaldo Ferrer, Igor Cândido, João Victor e Rayane Mendes | Produção: Alysson Lemos e Lissa Cavalcante.

Dia

6

Fotos: Carol Veras
Fotos: Carol Veras

O Regresso dum Barquinho de Papel

17h00 - Porto Dragão

Grupo / Artista: Cangaias Coletivo Teatral (Maracanaú - CE)
Classificação:
livre
Duração: 50 min
Entrada: Gratuita

Disponível em Libras

DISPONÍVEL EM LIBRAS

Release

Uma criança que possui os dois gêneros vive com a sua bisavó e uma cadelinha em um vilarejo sem água e sem outros habitantes. Quando ela encontra um misterioso bicho gigante no meio da mata, tanto a sua vida quanto o vilarejo passam por mudanças e descobertas. Nasce a partir daí uma sincera relação de amizade entre eles, que aprendem com delicadeza a conviver com as suas diferenças.
A partir da obra “O Braço do Pai”, texto de Rafael Barbosa premiado no Concurso Nacional Jovens Dramaturgos (SESC-2017), o Cangaias Coletivo Teatral apresenta uma fábula que frui do imaginário do sertão mítico e místico, permeado por fantasia, e conta a história de um vilarejo que há muitos anos vive sem água e praticamente sem habitantes, um sertão litorâneo que carrega lendas e mistérios.

Ficha Técnica

A partir da obra “O Braço do Pai” de Rafael Barbosa
Adaptação e direção: Luis Carlos Shinoda | Elenco: Gabi Gomes, Lucas Gomes e Luis Carlos Shinoda | Contrarregra: Israel Alexander | Figurino: Dami Cruz | Maquiagem: Gabi Gomes | Adereços: Beethoven Cavalcante | Cenografia e cenotecnia: Klebson Alberto | Iluminação: Tatiana Amorim | Trilha sonora: Luis Carlos Shinoda | Operação de som: Henrique Wiler | Identidade Visual: Tim Oliveira | Produção: Gabi Gomes | Realização: Cangaias Coletivo Teatral.

Foto: Pâmela Soares
Foto: Pâmela Soares

CorpoCatimbó

19h00 - Teatro Dragão do Mar

Grupo / Artista: Zé Viana Júnior (Itapipoca - CE)
Classificação:
livre
Duração: 50 min
Entrada: Gratuita

Release

O ritual cênico CorpoCatimbó apresenta uma ritualística de densidade móvel que propõe evocar e presentificar as espirais energéticas das entidades encantadas da Jurema Sagrada. O Corpo-fumaça se faz portal de acesso ao universo dos mestres, mestras, caboclos, pretos velhos, que se materializam nas simbologias de suas encantarias, gingas, baiados e vibrações. Um rito de encontro que espiraliza as presenças e nos convida a demandar nossos desejos na fumaça catimbozeira de medicina ancestral, potencializando a ciência do Catimbó no seu rito performativo de desenvolvimento artístico-espiritual.

Ficha Técnica

Pesquisa/Criação/Performance - Zé Viana Junior | Babalorixá Orientador/Performer - Pai Mesquita de Ogum | Colaboração - Gerson Moreno e Mãe Nega de Yemanjá | Direção Dramatúrgica - Benjamin Abras (MG) e Cátia Costa (RJ) | Produção - Liliana Matos | Iluminação - Aline Rodrigues | Trilha Sonora - Erick Barbosa | Figurino - Edilene Soriano.

Foto: Diego Souza
Foto: Diego Souza

Fishman

21h00 - Porto Dragão

Grupo / Artista: Grupo Bagaceira (Fortaleza - CE)
Classificação:
16 anos
Duração: 58 min
Entrada: Gratuita

Disponível em Libras

DISPONÍVEL EM LIBRAS

Release

Dois homens se reencontram nas proximidades de um lago. Ambos estão mudados e não sabem como agir perante o outro.

Ficha Técnica

Dramaturgia: Rafael Martins Direção: Yuri Yamamoto | Assistência de direção: Rafael Martins | Elenco: Ricardo Tabosa e Rogério Mesquita | Iluminação: Tatiana Amorim Cenário e figurinos: Yuri Yamamoto | Interlocução artística: Georgette Fadel e Grace Passô | Produção: Rogério Mesquita.

Rolar para cima